baile

Baile

Baile.

Esta entrada, assim como o mapa que está inserido na publicação, foram feitos tomando como base a informação contida na página alpi.csic.es,  pertencente ao Conselho Superior de Investigações Científicas, dedicada ao Atlas Linguístico da Península Ibérica (ALPI), concebido por Ramón Menéndez Pidal e dirigido por Tomás Navarro Tomás, do Centro de Estudos Históricos, nos anos 20 e 30 do século passado.

Do material baixado até ao momento no banco de dados, resgatamos a palavra “BAILE” da pesquisa e usamos dois mapas.

O primeiro, referenciado como “map nº.: 1”, relativo aos “LUGARES ESTUDADOS” e o segundo, “mapa nº.: 23” no qual as diferentes formas de pronunciar a palavra BAILE” em cada um dos lugares visitados estão relacionadas.

Com os dois mapas fizemos um terceiro que mostra os “lugares estudados”, nos quais marcamos os locais onde “BAILE” foi pronunciado de forma semelhante ou parecida à forma como é pronunciado no lugar visitado do Val de Xálima. Aqueles que estão marcados com o círculo vermelho são os lugares onde “BAILU” foi pronunciada como em Valverde del Fresno. Os que aparecem marcados com círculo roxo são aqueles em que se pronuncia com a variação “BALU“, ou “VALU”. Este último ocorreu na freguesia de Alcabideche do actual município de Cascais (Portugal).

bailu balu valu

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *